A Xiaomi novamente abriu as vendas online de se smartphone Redmi 2 no Brasil. Com um estoque, segundo a empresa, de 5.000 aparelhos que rapidamente se esgotaram.

Os primeiros equipamentos, vendidos no evento de inauguração da empresa no Brasil, realizado no dia 7 de julho, foram entregues na última semana.

Apesar de ter um ótimo preço e um bom hardware, o Redmi 2 não pode ser considerado um “high-end”. Outro ponto forte é que mesmo fazendo root, você não perde a garantia do smartphone, isso é uma vantagem enorme para qualquer usuário. Sua bateria tem duração de 12 horas mesmo para um hard-user. Um destaque maior fica para seu sistema operacional, Miui, criado pela empresa chinesa com base no Android do Google que para alguns é o principal atrativo.

redmi-2-cores

Os clientes que compraram o Redmi 2 da Xiaomi elogiaram muito a relação Custo-Benefício do aparelho.

Para quem não trata o smartphone como um computador de bolso, o Redmi 2 tem muitas vantagens.

No entanto, é com a Apple, principal rival do Google nos sistemas operacionais para smatphones, que o Redmi 2 tem grandes similaridades. A Xiaomi já informou, em declarações passadas, que não quer ser conhecida como a “Apple Chinesa”, mas é inevitável que muitos clientes mostrem essa comparação.

48641

Mas o Redmi 2 também tem seu lado negativo. Vários usuários deste equipamento relataram lentidão e até travamento de aplicativos, principalmente quando estão sendo usados vários e ao mesmo tempo. Tem relatos que ele esquenta um pouco na parte da câmera e o acabamento traseiro é de plástico.