Em relatório publicado pelo Business Insider, a Forensiq informa que criminosos conseguiram aplicar um esquema em aplicativos legítimos – dentro das lojas oficiais – que faz com que eles rodem publicidade muito mais rapidamente que o normal.

Em média, o esquema permite que sejam visualizadas até 20 propagandas por minuto, sendo que a taxa de visualização geralmente é de um recarregamento a cada 30 ou 120 segundos.

Mesmo se a pessoa fechar o aplicativo, diz a Forensiq, ainda é possível que ele permaneça rodando os anúncios, e em alguns casos a fraude começa quando o usuário liga seu aparelho. Certos apps são tão ativos que chegam a comer 2 GB de dados, além de diminuir o tempo de uso da bateria.

Entretanto, os piores afetados não são os usuários, mas o mercado publicitário, que paga para que as pessoas vejam seus anúncios mas no fim das contas não têm como saber se isso está acontecendo, porque o esquema também gera relatórios legítimos. A perda anual, segundo estima a empresa de segurança, gira em torno de US$ 857 milhões (US$ 480 mi no Android, US$ 363 mi no iOS e US$ 14 mi no Windows Phone).

Google, Apple e Microsoft ainda não se pronunciaram a respeito.