Há já vários meses que se fala constantemente na possibilidade deste ano a Google lançar não apenas um mas sim dois smartphones Nexus. Os fabricantes estão já escolhidos e as datas de lançamento aproximam-se.

A Huawei, um dos dois parceiros da Google para este ano, terá já o seu Nexus perto de estar terminado e este será apresentado já no Outono, provavelmente com o Android M.

Para além da LG, o nome da Huawei é o mais falado para a parceria anual da Google com as empresas que produzem smartphones Android. O resultado final será mais um modelo da família Nexus, e que cada vez está mais perto de ser uma realidade.

O site TheInformation avança agora com uma informação que dá como certo o lançamento deste novo Nexus já no Outono de 2015, provavelmente em conjunto com o Android M, que se encontra já em testes.

nexus_huawei_1

Mas a parceria da Google com a Huawei pode não ser inocente para ambas as partes, conseguindo que ambas ganhem noutras áreas que ainda estão por explorar, e que interessam a ambas.

O mercado Chinês é cada vez mais interessante, não apenas pela sua dimensão mas porque começa a haver interesse e capacidade de haver investimento em modelos de gamas mais altas pos parte dos habitantes.

É precisamente este mercado que a Google quer conquistar, com a possibilidade de ser criada uma Play Store específica para a China, com aplicações dedicadas, e que permitiria à Google escapar a algum do controlo e limitações que o estado Chinês impõem à gigante das pesquisas.

Se o Android tem a popularidade que todos sabem no mercado Chinês, tem sido muito mais complicado à Google competir no campo das aplicações, onde ainda não consegue ter o mercado todo controlado. E é aqui que esta parceria pode funcionar para o lado da Google.

Do lado da Huawei esta parceria é o reconhecimento do muito que a empresa tem feito em prol do Android. Mas há outros interesses e que se podem manifestar na inclusão do seu smartwatch, o Huawei Watch, na lista de produtos que a Google comercializa nas suas lojas online, aumentado a sua visibilidade e os potenciais compradores.

Outro possível ponto de vantagem para a Huawei seria a ajuda preciosa da Google para que consiga entrar em força no mercado Americano, algo que ainda não conseguiu mesmo com toda a força de vendas e os seus equipamento de topo.

Com ambas as empresas a lucrar, para além do novo Nexus, esta será uma parceria que provavelmente se irá manter por muito mais tempo e que será benéfica para ambas as partes.

Mas é claro que para além do Nexus da Huawei, que se sabe irá provavelmente ter um ecrã de 5.7 polegadas, a LG terá também o seu Nexus no mercado, que se espera ter 5.2 polegadas.

Ambos os modelos vão tentar trazer de volta o nome Nexus para a ribalta, de onde tem estado arredado graças às prestações menos boas do Nexus 6.

Ainda é cedo para se conseguir confirmar qualquer uma das várias informações que têm vindo a público, mas a sua insistência leva a crer que será mesmo este o caminho seguido pela Google.