A LG ainda aposta forte no mercado de tablets, que vem caindo ano após ano com a chegada de muitos smartphones de tela grande. O G Pad II é a segunda geração de tablets da marca asiática e chega com melhorias no processador, resolução de tela e novo Android, mas deixa de lado a grande bateria da versão anterior e fica apenas no modelo de 10.1 polegadas.

LG G Pad II 10.1
LG G Pad II 10.1

A linha G Pad foi anunciada no ano passado, como aposta forte da LG no mercado de tablets em telas de 7, 8 e 10 polegadas, focando especialmente em um mercado de aparelhos grandes e com configuração mediana. A segunda geração do modelo de 10 polegadas acaba de ser anunciada e recebeu melhorias em vários pontos, mas desaponta ao diminuir a capacidade de energia da bateria. Por dentro temos:

  • Processador Snapdragon 800 quad-core de 2.26 GHz
  • Tela de 10.1 polegadas e com resolução de 1920 x 1200 pixels
  • 16 GB de memória interna (com slot para cartões microSD)
  • 2 GB de memória RAM
  • Câmera traseira de 5 megapixels
  • Câmera frontal de 2 megapixels
  • Android 5.1.1
  • Bateria de 7.400mAh
  • Opção de conexão 3G (nada de 4G)

As especificações melhoraram em quase que todos os pontos, quando olhamos o modelo lançado em julho de 2014. Temos um Snapdragon 800 no lugar de um Snapdragon 400, 1 GB extra de memória RAM, câmera frontal que pulou de 1.3 megapixels para 2 megapixels e Android 5.1.1, sendo que o G Pad 10.1 do ano passado ainda está com o Android 5.0. Infelizmente a autonomia caiu de uma bateria de 8.000mAh para 7.400mAh, motivo de sobra para não ser ponto positivo, principalmente quando a resolução de tela passou de 1280 x 800 pixels para 1920 x 1200 pixels e o processador é mais potente (consome mais energia).

A mudança mostra que a LG ainda pretende ficar em um patamar mais abaixo do que os tablets topo de gama, já que o Snapdragon 800 tem mais dois anos de vida no mercado e já foi ultrapassado por versões mais parrudas como o 801, 805, o polêmico 810 e o musculoso 820. Além disso, a resolução é Full HD, enquanto concorrentes no topo de gama já adotam 2k ou superior.

O software da LG, que está acima do Android 5.1.1, conta com recursos como um modo de leitura, que otimiza a tela para que ler livros digitais não canse tanto a vista. Há um modo para dividir a tela em dois apps abertos ao mesmo tempo e há uma parceria da fabricante coreana com a Microsoft, para entregar 100 GB extras no OneDrive por dois anos seguidos.

Mais detalhes, como preço de lançamento e modelos disponíveis, serão apresentados durante a IFA deste ano, que acontece na capital alemã, Berlin, durante os dias 4 e 9 de setembro. A única informação repassada pela LG é que, ao menos por enquanto, o lançamento do tablet está focado nos mercados da América do Norte, Europa e Ásia – nada de descer para a América Latina, muito menos uma palavra sobre o Brasil. Por aqui o G Pad de 10 polegadas tem seu preço girando na casa dos R$ 900.